Comunicar é preciso!

0,,17067141_303,00

Trânsito em São Tomé é comandado pelas buzinas./ Fonte: DW – São Tomé e Príncipe

Num país onde a infraestrutura enfrenta sérios problemas, é comum imaginarmos que o trânsito é mais um desses. Mas desacreditando qualquer estatística, a movimentação de carros e motos em São Tomé não gera conflito, pelo menos não para os nativos. Quero deixar bem claro aqui que quando eu falo que não gera conflitos, quero dizer que apesar de não se ter uma sinalização adequada, de pedestres e animais andarem pelas estradas esporadicamente, por exemplo, ainda sim os carros e motos se entendem.

E reparando nesse ir e vir de carros, táxis, motos e bicicletas, que por vezes acabam por não seguir leis de trânsito comuns na minha terra, como a utilização de capacetes e cintos de segurança, percebi que o que reina nesse turbilhão de veículos é a buzina. Discreta e eficaz, na minha opinião, ela se destaca.

Este parece ser a único mecanismo pelo qual a comunicação no trânsito acontece. Entre os próprios motoristas, entre motoristas e pedestres, esse elemento da comunicação sinaliza, pelo menos aqui em São Tomé, que devemos estar mais atentos aos sinais sonoros do que aos sinais visuais.

E acredito que é assim desde os primórdios, para compreender, dialogar e entender realmente a humanidade, e os seus cidadãos em particular, precisamos decifrar suas formas de comunicação, para assim poder mergulhar na cultura dessa nação, que só nos surpreende dia após dia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s