Ebola | A triste realidade dos centros de isolamento na capital da Libéria

Ibrahim Fambulle mal consegue manter-se em pé. Na foto podemos vê-lo tentando ir para uma sala diferente dentro do complexo./ Foto: Getty Images.

Ibrahim Fambulle mal consegue manter-se em pé. Na foto podemos vê-lo tentando ir para uma sala diferente dentro do complexo./ Foto: Getty Images.

A Libéria tornou-se um dos países mais afetados pela epidemia de Ebola, que até o início desta semana já matou 1.229 pessoas, segundo a OMS. Para tentar garantir que o número de vítimas não aumente, o país adotou como medida o isolamento dos que estão sob suspeita de ter contraído o vírus.

No entanto, como os recursos são escassos, as autoridades foram obrigadas improvisar numa escola primária em Monróvia, criada pelos Estados Unidos, que agora está servindo como centro de internamento.

Um trabalhador, totalmente protegido, desinfeta um corpo depois que o homem morreu por causa de Ebola na classe em que foi isolado na Libéria./ Foto: Getty Images.

Um agente de saúde, totalmente protegido, desinfeta um corpo depois que o paciente morreu por causa de Ebola na classe em que foi isolado na Libéria./ Foto: Getty Images.

Os profissionais de saúde monitoraram uma mulher que está se movendo de um colchão no interior do centro de isolamento. As autoridades estão tentando permitir que mais lugares, à medida que mais e mais casos./ Foto: Getty Images.

Os profissionais de saúde monitoraram uma mulher no interior do centro de isolamento. As autoridades querem garantir mais lugares, à medida que mais e mais casos da doença surgem./ Foto: Getty Images.

Uma mulher doente deitada no chão de uma das classes da escola improvisada como centro de isolamento./ Foto: Getty Images.

Uma mulher doente deitada no chão de uma das classes da escola improvisada como centro de isolamento./ Foto: Getty Images.

Famílias inteiras estão sendo encaminhadas para o centro de isolamento improvisado na Libéria./ Foto: Getty Images.

Famílias inteiras são encaminhadas para o centro de isolamento improvisado na Libéria./ Foto: Getty Images.

Uma criança doente encontra-se no chão de uma classe que agora é usada como um centro de isolamento em Monrovia./ Foto: Getty Images.

Uma criança doente encontra-se no chão de uma classe que agora é usada como um centro de isolamento em Monrovia./ Foto: Getty Images.

A escola primária foi originalmente construído pela USAID (Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional)./ Foto: Getty Images.

A escola primária foi originalmente construído pela USAID (Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional)./ Foto: Getty Images.

Uma mulher e seu bebê são colocados nos colchões que servem como cama no centro de isolamento./ Foto: Getty Images.

Colchões no chão são utilizados para acomodar os pacientes que são encaminhados para o centro improvisado./ Foto: Getty Images.

Sowe, de 15 anos, sentado na sala de aula improvisada como centro de isolamento. Todas as pessoas suspeitas de terem a doença estão sendo transferidas para este local para evitar a propagação do vírus./ Fotos: Getty Images.

Sowe, de 15 anos, sentada na centro de isolamento improvisado na sala de aula. Todas as pessoas suspeitas de terem a doença estão sendo transferidas para este local para evitar a propagação do vírus./ Fotos: Getty Images.

A seção de monitores de segurança de West Point, em Monróvia. Todas as pessoas suspeitas de terem contraído a doença de ser transferido para uma escola primária em Monrovia. FOTO: Getty Images.

Os monitores de segurança de West Point, em Monróvia. Todas as pessoas suspeitas de terem contraído a doença são transferidas para a escola primária./ Foto: Getty Images.

 

Com informações do portal Cuba Debate.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s