Desastre Ambiental | Somos Todos Mariana

Cidade de Bento Rodrigues que foi destruída pelo rompimento da barragem da mineradora Samarco. FOTO: MÁRCIO FERNANDES/ESTADÃO

Cidade de Bento Rodrigues, nos arredores de Mariana, que foi destruída pelo rompimento da barragem da mineradora Samarco. FOTO: MÁRCIO FERNANDES/ESTADÃO

A cidade de Mariana, no interior de Minas Gerais, é cenário de um dos maiores desastres ambientais da história do Brasil. Provocado pelo rompimento de barragens da mineradora Samarco/Vale, este desastre praticamente varreu a cidade do mapa, assim como soterrou o Rio Doce, que banhava a cidade, anulando qualquer possibilidade de vida animal neste bioma.

Poucos dias depois do desastre, uma página no Facebook está indignando a todos que compartilham da dor do povo de Mariana e cidades adjacentes, todos que estão chocados com tamanha falta de preparo da empresa mineradora. Esta página chama-se “Somos Todos Samarco” e, aparentemente, foi criada para defender a empresa em meio a um mar de críticas nas redes sociais.

Página criada no Facebook em defesa da Samarco./ Foto: Reprodução Facebook

Página criada no Facebook em defesa da Samarco./ Foto: Reprodução Facebook

Segundo a descrição da página, este espaço é “uma iniciativa independente, que pretende dar apoio a empresa, aos funcionários e ser mais um elo de ligação entre a empresa, o ocorrido e o povo”. Mas quem criou este espaço, senão aqueles que estão interessados a todo custo provar que a Samarco, apesar do acidente, é uma “pobre” empresa que cumpre com suas responsabilidades sociais e ambientais, mas que foi acometida por este incidente.

De acordo as autoridades, a Samarco não mantinha nenhum tipo de mecanismo para alertar a população da cidade de Mariana caso algum acidente nas barragens ocorresse. Além do mais, a mineradora não identificou que as barragens tinham a estrutura de sustenção corrompida. O rompimento despejou rejetos de minérios em forma de lama, que soterrou casas e carros pela cidade, e anulou por completo o Rio Doce.

A página “Somos Todos Samarco”, num tom arrogante e cínico, faz comparações com outras situações que poluem o meio ambiente, justificando que quem faz isso não é melhor que a mineradora e, portanto, não pode julgá-la.

Uma das publicações da "Somos Todos Samarco", em tom cínico, diz que a empresa não pode ser julgada pela poluição causada pelo acidente nas barragens./ Foto: Reprodução página "Somos Todos Samarco"

Uma das publicações da “Somos Todos Samarco”, em tom cínico, diz que a empresa não pode ser julgada pela poluição causada pelo acidente nas barragens./ Foto: Reprodução página “Somos Todos Samarco”

As medidas até agora tomadas pelo Governo brasileiro em relação à empresa parecem ser mínimas. Uma multa de R$300 milhões foi aplicada para cobrir custos de recuperação da cidade. Este valor, de acordo com a declaração de lucros da empresa divulgada pelo jornal Valor Econômico, equivale a pouco mais de 30 dias de produção da empresa.

Uma empresa, que possui capital estrangeiro, lucra bilhões com a exploração do meio ambiente e, mesmo assim, destrói uma cidade e um rio não deveria ter o direito de dizer que “Somos Todos Samarco”. Nós Somos Mariana e todos aqueles que perderam suas casas, entes queridos e hoje choram com a morte do Rio Doce.

rompimento_barragem2

Veja aqui como ajudar as vítimas do desastre em Minas Gerais >> http://goo.gl/OSDyfF

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s