Arquivo da categoria: Sustentabilidade

Brasil | A lama das mineradoras Samarco e Vale agora está no Atlântico

REGENCIA/ES 22-11-2015 CIDADES BARRAGEM LAMA MAR A lama de rejeitos de minério que vazou da barragem da Samarco - cujos donos são a Vale a anglo-australiana BHP Billiton - em Mariana (MG) já chegou ao mar, neste domingo (22), após passar pelo trecho do Rio Doce no distrito de Regência, em Linhares, no Norte do Espírito Santo, segundo o Serviço Geológico do Brasil. FOTO GABRIELA BILO / ESTADAO

A lama de rejeitos de minério que vazou da barragem da Samarco – cujos donos são a Vale a anglo-australiana BHP Billiton – em Mariana (MG) já chegou ao mar, neste domingo (22)./ (FOTO: GABRIELA BILO / ESTADAO)

Depois do rompimento das barragens da mineradora Samarco/Vale, em Minas Gerais, e a destruição de vilarejos inteiros, morte e desaparecimento de pessoas, há três semanas, o que mais se temia aconteceu neste domingo, 22. A lama de rejeitos da mineração, altamente poluentes para o meio ambiente, chegou ao oceano Atlântico.

Continuar lendo

Anúncios

Desastre Ambiental | Somos Todos Mariana

Cidade de Bento Rodrigues que foi destruída pelo rompimento da barragem da mineradora Samarco. FOTO: MÁRCIO FERNANDES/ESTADÃO

Cidade de Bento Rodrigues, nos arredores de Mariana, que foi destruída pelo rompimento da barragem da mineradora Samarco. FOTO: MÁRCIO FERNANDES/ESTADÃO

A cidade de Mariana, no interior de Minas Gerais, é cenário de um dos maiores desastres ambientais da história do Brasil. Provocado pelo rompimento de barragens da mineradora Samarco/Vale, este desastre praticamente varreu a cidade do mapa, assim como soterrou o Rio Doce, que banhava a cidade, anulando qualquer possibilidade de vida animal neste bioma.

Continuar lendo

Brasil | Quanto vale um desastre ambiental?

Casa em Mariana, distrito de Minas Gerais, completamente soterrada pela lama da mineradora Samarco.

Casa em Mariana, distrito de Minas Gerais, completamente soterrada pela lama da mineradora Samarco.

Esta semana foi marcada por um dos maiores desastres ambientais da história do Brasil: o rompimento das barragens da mineradora Samarco/Vale no Rio Doce, situado no distrito de Mariana, Minas Gerais. Trata-se de um desastre sem precedentes. Até agora já foram registrados nove mortos e pelo menos 18 desaparecidos. Mas o desastre vai mais além. O rompimento das barragens provocou uma inundação que varreu a cidade e, claramente, eliminou o Rio Doce, que agora está “cimentado”.

Continuar lendo

No cerrado brasileiro | Povos indígenas lutam contra a expansão do agronegócio

Tribos se unem contra a extinção da fauna e da flor da terra onde vivem há séculos./ Foto: Sônia Oddi

Tribos se unem contra a extinção da fauna e da flor da terra onde vivem há séculos. Na foto, as casas tradicionais casas dos índios Xavante/ Foto: Sônia Oddi

Hiparidi Top’Tiro é o líder Xavante que desde 1996, no Estado do Mato Grosso, no Brasil, está a frente da Associação Xavante Warã. A luta contra o avanço do agronegócio nas terras indígenas é a principal atividade do grupo que quer preservar a fauna e a flora do cerrado brasileiro, onde vivem centenas de tribos. Hiparidi foi entrevistado pelo site americano The Real News Network, e o Media4Freedom disponibiliza aqui o vídeo.

Continuar lendo

Overshoot Day| Sobrecarga ecológica da Terra cada vez mais cedo

O planeta pode ser mesmo pequeno tamanho consumo./ Foto: Alice Balbé

O planeta pode ser mesmo pequeno tamanho o consumo./ Foto: Alice Balbé

Ano a ano a produção, o consumo e a população aumentam no mundo. As consequências desse crescimento são calculadas pela “pegada ecológica”. São esses índices que nos revelam que a Terra atingiu a sobrecarga ecológica, o Overshoot Day, que tem acontecido cada vez mais cedo. Em 2014, foram necessários apenas oito meses.

Continuar lendo